PULAR PUBLICIDADE

Existe livro para ´idiota´?

Em um grupo de leitores que participo no Facebook foi compartilhado um link da Revista Bula com uma lista do mais extremo mal gosto. O texto foi escrito por Tadeu Braga (sim, acho importante ressaltar quem escreveu para não deixar a culpa apenas na revista que aprovou um absurdo desses) e elenca 10 livros lidos por "idiotas".
Primeiramente, vamos definir "idiota". Segundo o Dicionário Aurélio (sim, tirei a poeira do meu Aurélio que está todo esfarrapado, coitadinho):
I.di.o.ta adj2g e s2g
1- Que ou quem é pouco inteligente; ignorante; imbecil
2- V. tolo (1,2 e 7)
3- psiqdiz-se daquele que sofre de idiotia.

O problema começa aí. Nós vivemos em um país em que apenas 56% da população é considerada leitora. Para isso ela precisa ter lido todo ou em partes ao menos 1 livro nos últimos 3 meses. Ou seja, não precisa de muito para ser considerado leitor no Brasil e se formos ver quem tem o hábito da leitura esse número certamente é bem mais baixo. O problema é ainda mais grave quando vamos olhar a nossa taxa de alfabetização: 8% dos brasileiros com mais de 15 anos não sabem sequer ler ou escrever. Isso totaliza 12,9 milhões de pessoas.



Num país onde a educação é precarizada (e não falo apenas de escolas públicas, parte das nossas escolas particulares também não são grande coisa) e onde preço médio de um livro gira em torno de 30 reais, ou seja, 3,2% do valor do salário mínimo (aquele que não paga as contas básicas) chamar de idiota alguém que não tem o hábito de ler ou que lê livros considerados "baixa literatura" torna-se ainda mais grave.

Classificar um livro como "para idiotas" é, no mínimo, idiotice. Porque tomando como exemplo os best-sellers, eles introduzem novos leitores. Estes que podem ou não ficar mais exigentes quanto a livros com técnicas literárias e narrativas e talvez enredos mais elaborados, mais trabalhados.

Esta lista inclui cânones como "O Retrato de Dorian Gray" e tenho certeza que para colocá-lo nessa lista nefasta o autor sequer entendeu o sentido do livro. Sim, eu li Dorian Gray. E pretendo reler porque tenho a mais plena certeza de que também não compreendi profundamente a sua mensagem.

A justificativa para este livro estar na lista é que "O que se vê ultimamente é um culto à memória de Wilde mais pela sua herança de mártir do que pela sua capacidade intelectual. E não é incomum ouvir palavras proferidas por seus personagens na boca de seus leitores sem nenhum traço de personalidade."

Sim, eu copiei e colei da matéria. Por isso o destaque. Independente do motivo que levou alguém a ler Wilde, esse alguém teve contato com sua mensagem, suas reflexões. Com a crítica ácida à sociedade Vitoriana e sua frivolidade. E o autor dessa barbaridade de lista se sente no direito de "escolher" quem tem ou não personalidade para citar uma frase do autor. Eu não vou mentir, fui levada à Oscar Wilde por uma música do James Blunt, Tears and Rain. Uma frase me deixou curiosa, dei um Google para saber quem era o tal do Dorian Gray e rapidinho peguei um exemplar emprestado para ler. E hoje Wilde é um dos meus autores favoritos, cuja obra quero conhecer por completo algum dia. Segundo o autor dessa lista, sou uma idiota. Pois bem, idiota com muito orgulho.

Outro comentário que não posso deixar passar em branco é o referente ao Morro dos Ventos Uivantes. Quando eu li, eu não gostei muito, porém tinha meus 15 anos e obviamente maturidade nenhuma. Por isso uma obra deste calibre (assim como Dorian Gray) consta na minha lista de futuras releituras e até mesmo na TBR Jar. Ele fala que Crepúsculo atraiu idiotas para a obra de Brontë e levou a uma reedição com a seguinte frase na capa: "o livro favorito de Bella e Edward". Ok, se eu fosse a editora não teria colocado essa frase.



Mas vamos raciocinar? Eu comprei essa edição. Estava à venda naquelas revistas da Avon, um preço muito bom. Morava em uma cidade em que havia uma livraria apenas, com poucos títulos e muito cara (e a livraria abriu vários anos depois que me mudei para lá, diga-se de passagem). A internet era péssima, e o frete para o interior do Maranhão era um absurdo, então só podia comprar livros com promoção de frete grátis e juntava a lista para pegar todos de uma vez e encaixar no preço. Revista da Avon era uma opção prática e barata. E eu estava curiosa para ler o tal do Morro dos Ventos Uivantes. Em uma revista que basicamente só tem best-sellers é praticamente uma surpresa encontrar um clássico da literatura, pois o público que o lê não procura lá em primeiro lugar.

A editora, uma empresa que visa lucro, coloca na capa essa frase de efeito e pronto, venda garantida. Com um design parecido ao do best-seller e um link com o mesmo a editora garantiu suas vendas pegando carona no sucesso publicado pela concorrente. E lembra da frase "não julgue um livro pela capa"? Pois bem. Você não pode condenar uma obra por causa da estratégia de marketing de uma editora. Que está publicando uma tradução ainda por cima, não é nem a responsável pelo sucesso da obra em si!! Essa afirmação reduz a idiotas as pessoas que como eu compram a edição econômica, seja pelo motivo que for.



O autor dessa lista condena também Clarice Lispector, com A Hora da Estrela (que se fosse um livro ruim não seria tão cobrado em vestibulares, não é mesmo?) , por ser uma autora muito mencionada na internet, creditando frases que não são suas. E desde quando a autora tem culpa que as pessoas atribuem a ela frases nada a ver? E por que as frases aleatórias bonitinhas do tumblr não podem ter levado uma pessoa a se interessar pela nossa autora dos fluxos de consciência e aí sim atribuir a ela as frases corretas?

A lista consta com muitos outros absurdos (como chamar de vadia uma mulher que vive em um relacionamento abusivo romantizado), e você pode passar raiva clicando no link que deixarei abaixo. Também deixarei listadas as matérias das quais tirei dados para compor esse post. Pode conferi-las caso reste alguma dúvida. Não esqueça de me contar nos comentários o que você acha de listas como essas.

10 livros para idiotas
O Brasil tem 12,9 milhões de analfabetos, aponta Pnad
44% da população brasileira não lê e 30% nunca comprou um livro, aponta pesquisa Retratos da Leitura

Publicado inicialmente em www.checkinvirtual.com.br . Confira a postagem original em http://www.checkinvirtual.com.br/2017/11/existe-livro-para-idiota.html

Me acompanhe pelas redes sociais!
Instagram (@checkinvirtual)
Facebook
Twitter
Pinterest
Skoob
Youtube
ESCRITO POR: Livia Santana